Espetáculo

terça-feira, 21 de agosto de 2007

E mais uma vez promessas foram feitas e nenhuma cumprida. A promessa de que os sentimentos seriam renovados a cada dia, promessas de sermos melhores, de que tudo seria diferente, assim como o garoto que não andou tão cedo de bicicleta por ter medo de se machucar , não repetir no mesmo erro e na mesma dor. Foi assim, sem medo. Mas às vezes penso que o que começa errado sempre vai terminar errado, e um passo fora da linha faz perder o equilíbrio, a sintonia, o encanto, e assim, foi o começo do fim de nossas vidas, distintas. É impressionante o poder que ele tem de acabar com a minha razão, e dá vazão a faculdade do sentimento, e o pior, o poder de misturar todos esses sentimentos de uma só vez, é devastador, sinto ódio, amor, rancor, ciúme, alegria, tristeza, e parecia que essa tempestade nunca ia acabar. O mundo era tão cinza e tão frio, ficava deitada na grama perdida em meus próprios sentimentos, olhando para o céu e vendo nuvens cinzas em contraste com o azul marinho do céu, sem nenhuma estrela a brilhar. Fiquei lá, horas e horas, com a chuva escorrendo pelo meu rosto, e minha roupa encharcada. Demorou, e enfim, os primeiros raios de sol começaram a iluminar aquele mundo cinza e sem cor, secando todos os resquícios do passado, e iluminando meus olhos, e pincelando de cores mútuas aquele mundo acinzentado, revelando belo arco-íris, que acabara de surgir. Tive a minha chance de mudar tudo isso, e essa tempestade não aconteceria - mas também não iria conhecer o outro lado, o lado do qual vai ver nem significava tanto pra mim - assim, vivi um mundo de mentiras, palavras ditas ao acaso, mas era um sonho. Acordei! Eu precisava acordar, precisava para dá um basta em tudo isso, em todas essas juras, e em esse teatro do qual eu era a protagonista, em que os sonhos não semeavam a realidade. Mas o espetáculo sempre acaba, e a palhaça tem que se despedir de seu público, pra mais uma vez, algum dia o espetáculo recomeçar, e assim, a cortinas se fecharam, mas se abriram para um novo mundo mais colorido e pode ter certeza, bem mais real.

3 escritos:

Charlatões disse...

o que começa errado sempre vai terminar errado...

espetáculos ás 17, 19 e 21 horas.

Rafael disse...

Comentando aqui só pra tu não esquecer que eu existo..
Ah e .. textos legais q vc anda escrevendo (y)
Eu leio regularmente
Bjo

Rafael disse...

Só pra registro... rafatasty aqui :P